Build your base

Alienum phaedrum torquatos nec eu, vis detraxit periculis ex, nihil expetendis in mei. Mei an pericula euripidis, hinc partem ei est.

 

International Magnetism

A cortiça, sendo um produto mediterrânico produzido apenas por um conjunto restrito de países dos quais se destaca Portugal como o maior produtor é, sem dúvida, uma matéria-prima mundial, utilizada em todo o mundo nas mais diversas actividades e negócios.

A cortiça tem uma mais-valia ecológica em relação a outros produtos que ainda não foi explorada eficientemente. Uma realidade que desencadeia uma enorme expectativa em torno da crescente procura deste material num futuro próximo.

A sustentabilidade ecológica da cortiça confere-lhe as características necessárias para se impor como a Matéria-Prima de referência, num planeta que se quer cada vez mais protegido ambientalmente.

A consciência ambiental dos povos cresce em paralelo com o nível de desenvolvimento económico.

A FICOR afirma-se como um certame internacional, na verdadeira acepção da palavra. A estratégia de comunicação é a prova disso mesmo. A Feira Internacional da Cortiça é comunicada em todo o planeta, com especial atenção aos mercados produtores e consumidores de vinho e, consequentemente, de rolhas de cortiça, o produto prime de toda a fileira.

A internacionalização efectiva do certame é assumida pela organização como um dos objectivos principais.

O desafio é também lançado às marcas e empresas nacionais, que tenham no horizonte a penetração noutros mercados ou a consolidação de estratégias internacionais de negócios.

O patrocínio e a participação dos principais Grupos Económicos e empresas do sector da cortiça e do vinho, é uma mais-valia quer para a FICOR, quer para as entidades patrocinadoras e participantes.