Build your base

Alienum phaedrum torquatos nec eu, vis detraxit periculis ex, nihil expetendis in mei. Mei an pericula euripidis, hinc partem ei est.

 

Blog

Feira da Cortiça associa desenvolvimento económico. música e gastronomia

A vila de Coruche recebe, de 25 a 28 de maio, a edição 2017 da Feira Internacional da Cortiça (FICOR), um certame que este ano decorre sob o mote do Ano Internacional do Turismo Sustentável, onde o montado se assume como um ecossistema único no mundo.

O lema desta nona edição, apresentada esta quinta-feira, em Coruche, é “Montado de Sobro e Cortiça. Um compromisso para o futuro” e o principal objetivo da autarquia é sensibilizar a população em geral para a importância do sobreiro e do montado, onde é possível desenvolver atividades agro-silvo- pastoris, associadas a atividades turísticas sustentáveis, fundamentais para o desenvolvimento económico e para a criação de emprego, proteção ambiental e ainda a defesa de um património cultural de grande riqueza.

O programa estará novamente dividido entre o Parque do Sorraia e o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, principal pólo desta fileira que une a investigação, a produção e a indústria. O espaço reservado à componente científica dedicada às conferências e debates organizados em colaboração com diversos parceiros, nomeadamente a Associação de Produtores Florestais de Coruche que celebra este ano os 25 anos de existência.

O Centro de Exposições no Parque do Sorraia acolhe o espaço do certame onde se encontra também um dos destaques desta edição, o novo espaço Wine and Cork, Mostra de Vinhos e Inovação (Novas Aplicações em Cortiça), com a presença de mais de uma dezena de produtores que irão reforçar uma vez mais esta ligação entre estes dois produtos que fazem parte do nosso património.

A cortiça será também a protagonista do Coruche Fashion Cork, o desfile de moda que desafia todos os anos, os jovens designers a criarem com esta matéria prima e que conta sempre com um estilista reconhecido no mundo da moda. Este ano a passerelle da Praça da Água, conduzida por Merche Romero recebe as criações de Nuno Baltazar.

No Parque do Sorraia está também localizada a Praça da Restauração com o melhor da gastronomia ribatejana, o espaço Sabores do Montado, uma mostra de produtos locais com ligação ao mundo rural e ainda o Palco Principal, por onde irão passar nomes como Francisco Menezes, os Xerife, Amor Electro e Sangre Ibérico.

Leia mais em www.rederegional.com